Adventurous Boy - Shoot 'em up - 1 Jogador - Mega Drive - Gamtec 199?
Por: Jorge Miashike (a.k.a. coffeejoerx) - Em: 10/07/2014

História

No universo, em seus 15.700 anos (que precisão!), numa indeterminada galáxia há uma constelação chamada Ho-La.

Nela uma estrela chamada Ko-Ke se destaca. Porém, certo dia, a estrela foi tomada pelo vilão Heh-Sy, que veio da constelação Yee-La.

O governante de Ko-Ke, Lei-Eei, e todo o seu povo foram rendidos pelos invasores, e para resgatá-los e livrar Ko-Ke das forças inimigas, I-Li I-Sy veio para combater Heh-Sy.

Força I-Li I-Sy, mas sem amarelar!

Gráficos

Graficamente o jogo não é feio, nada primoroso, mas é bonitinho.

Possui uma boa variedade de cenários e inimigos.

O problema é o número limitadíssimo de animações encontradas.

Muitos personagens apresentam animações bem simples e eventualmente atacam seu personagem com tiros.

Seu "bonequinho" além de voar, anda pelo cenário, para isto basta tocar o solo, o que não interfere na velocidade dele.

Não espere também cenários movimentados, o efeito parallax trás alguma agilidade ao game, mas nada espetaculoso.

O primeiro estágio é com certeza o mais bonito e mais animado.

Músicas e Efeitos Sonoros

A trilha sonora é agradável e simples, mas nada marcante, não contém grandes canções que martelarão na sua cabeça, ao mesmo tempo em que você desliga o console o bgm (background music /música de fundo) some de sua mente.

Em relação aos efeitos sonoros, se não são muitos, pelo menos, assim como o bgm, são inéditos, ou seja, não reaproveitam de outros games, pelo menos não que eu lembre.

Controle

Controlar seu personagem não é uma tarefa das mais difíceis, há um botão para bomba, outro para tiro e um terceiro para arma secundária - em configuração padrão, correspondem respectivamente aos botões A, B e C, e quando se inicia o jogo, você conta apenas com o tiro, o qual, aliás, por si só já é muito poderoso, pois já está configurado com autofire.

O "bonequinho" responde bem aos comandos no d-pad. Pelo menos no que se refere ao controle não há o que reclamar.

A princípio sua "nave" é muito lenta, o que pode ser melhorado com upgrades nela bastando entrar na loja (shop) - simbolizada por um pelicano que fica temporariamente na tela - e comprar o que puder com o dinheiro disponível, podendo comprar desde velocidades, tiros, bombas, armas secundárias, vidas extras, energias e escudo. Dos itens disponíveis, não pude testar todos, notei que os tiros possuem tempo limitado de utilização, 99 segundos aproximadamente, e o escudo também possui tempo limitado de uso, não sei ao certo sua duração, já a velocidade e armas secundárias não possuem tal limitação.

Dificuldade

O jogo em si não é difícil, bastando saber quais armas e outros itens que podem ajudar em uma estratégia para terminar o jogo, ao final deste review dou algumas dicas.

Adventurous Boy possui três níveis de dificuldade configuráveis nas opções do game: Easy, Normal e Hard, sendo Normal a dificuldade padrão. A maior dificuldade se encontra na péssima programação do jogo, pois, o hitbox (caixa de impacto) de sua nave é enorme, é estranho - e muito irritante - estar a uma distância até longa do inimigo e sofrer algum dano.

Durante o respawn instantâneo - o jogo não utiliza sistemas de checkpoint, a lei "newtoniana" que diz: Dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço ao mesmo tempo, se aplica ao jogo, ou seja, se um inimigo estiver sobre você, o seu personagem recebe danos podendo até morrer! Infelizmente, não existem aqueles preciosos segundos de invencibilidade, logo, torça para que ninguém apareça sobre sua nave.

Muitas vezes inimigos surgem do nada, de cima da tela, dos cantos e até do meio! Aquela sensação de "o que me atingiu?" é constante, logo é preciso estudar bem cada cenário para não ser surpreendido, geralmente ficar na parte inferior da tela, rente ao solo, minimiza os riscos deste tipo de surpresa.

Capturar estrelas que valem crédito para compras de itens na loja não é uma tarefa muito simples, quando surgem inimigos da esquerda, é fácil recolher as estrelinhas, agora, quando os inimigos dropam estrelas à sua direita, é meio complicado recolhê-las, digo isso quando seu bonequinho está sem velocidade alguma.

A loja que fornece armas aparece uma vez ao início de cada estágio e ao morrer, porém, durante o embate contra um chefe de fase, ela não aparece. Outro bug encontrado é a contabilização de sua energia, perceba que ao início de cada estágio novo, mesmo estando com o life cheio, é possível preencher sua barra de energia! Outro defeito notável é no penúltimo estágio, onde os inimigos que se encontram no solo, simplesmente não aparecem, ou aparecem parcialmente! Logo, se deixam estrelas, você não consegue recolhê-las, mas que jogo bugado, é irritante demais! Poderia se chamar Adventurous Bug.

Em relação aos padrões de ataques dos inimigos, estes são bem repetitivos logo não é difícil destruí-los, talvez com exceção do segundo chefe - o "boneco de gelo" - cuja movimentação é meio aleatória podendo surpreender algumas vezes. Outro detalhe, o jogo não oferece continues, logo, acabando suas vidas - três na configuração padrão - é game over.

Por falar em perder vidas, vamos antes discorrer novamente sobre a loja, você pode acumular outros itens, como armas secundárias e bombas, podendo ao terminar suas compras, selecionar quais armas você quer utilizar, porém, se você morrer, perde-se tudo! Qual a lógica de você acessar seu inventário apenas no início de cada fase - isso se o jogador quiser acessar a loja - ou quando se morre, para ver que nada sobrou de seus itens?!

Lembrando que o jogo não foi lançado oficialmente, logo, é possível que minha cópia esteja com defeito, daí o número de bugs ser tão grande.

Pontuação

No cartucho testado existe um bug horrível onde sua pontuação diminui drasticamente ao início de cada estágio, com exceção da última.

Não é incomum você começar uma nova tela e ter 50.000 pontos e de repente, cair para 6.000 pontos.

Testei algumas fórmulas matemáticas para entender o algoritmo por detrás do maligno sistema, mas presumi que é perda de tempo jogar Adventurous Boy com a finalidade de obter um high score, uma vez que é possível percorrer o estágio destruindo os inimigos menores infinitamente até zerar o placar, bastando deixar ao menos um inimigo chave vivo, cuja localização você encontra no mapa no inferior da tela, e ficar zanzando da esquerda para a direita e vice-versa.

Estratégia

Uma boa estratégia para finalizar o jogo é conseguir a velocidade mais alta (Turbo Wing), para poder ter maior agilidade em desviar de ataques inimigos e recolher, o tiro teleguiado (Track Missile), para além de ajudar na destruição de inimigos, descobrir de onde eles vêm e sempre ao início de cada estágio, ter dinheiro suficiente para comprar energia.

Tentar guardar uma boa grana para comprar o escudo (Shield) e uma bomba (Thunder Volt, por exemplo), de preferência uma que pegue a tela toda, nos estágios finais, depois do estágio da floresta, cujo chefe é uma morcegona.

Jogabilidade

Adventurous Boy não é nenhuma surpresa para quem conhece a série Fantasy Zone, clássico da SEGA lançado em inúmeros consoles e mais recentemente para Nintendo 3DS, pois em muito se assemelha o jogo, porém nem chegando aos pés do game original, resumindo você destrói uma série de inimigos chaves e ao destruir todos você enfrenta um chefe de fase, com exceção da última tela, onde você enfrenta todos os mestres até um misterioso chefão final.

Adventurous Boy - Shoot 'em up - 1 Jogador - Mega Drive - Gamtec 199?
Considerações Finais:

Não espere uma experiência enriquecedora, pois o jogo é muito ruim, além de bugado demais, é bastante repetitivo.

Vale como curiosidade por se tratar de um jogo obscuro lançado em Taiwan por uma empresa, Gamtec, a mesma de Magic Girl e Legend of Wukong, ambos os jogos de Mega Drive. Underground, pelo menos para nós ocidentais, e acredito que até para os orientais.

Jorge Miashike (a.k.a. coffeejoerx)
Apesar de jogar de quase tudo, shmups é seu tipo de jogo preferido.
Mesmo nunca conseguindo terminar um jogo da Cave, ele continua tentando. O que eu curto nos games é o desafio. @coffejoerx / facebook.com/jorge.miashike

COMENTÁRIOS

Seu comentário foi enviado com sucesso!

Assim que for aprovado, será exibido aqui!

Obrigado por participar!

Infelizmente seu comentário não foi enviado.

Tente novamente e se o problema persistir, por favor, envie um e-mail: contato@oldschoolgamer.com.br