Burning Fight - Arcade/Neo Geo - Beat'n up - 2 Jogadores - SNK 1991
Por: Leandro Alves Santos - Em: 07/12/2013

Burning Fight é um jogo no estilo Beat’n up lançado pela SNK, inicialmente para o Neo Geo AES (Console) e para o Neo Geo MVS (Arcade) em 1991.

Em 1994 o Neo Geo CD também recebeu o jogo.

Burning Fight - Arcade/Neo Geo - Beat'n up - 2 Jogadores - SNK 1991

Em 2008 foi a vez do Nintendo Wii receber esse título através do Virtual Console.

História

Por muitos anos a Casterora, um clã de malfeitores, domina as ruas de Nova Iorque.

Os policiais Duke Edwards e Billy King lutam há anos contra esses criminosos e quando estão prestes a vencer a guerra, o clã foge para Osaka no Japão e se unem ao clã Heiwa-Gumi, criando um grupo muito poderoso e que controla a maior parte de Osaka.

Burning Fight - Arcade/Neo Geo - Beat'n up - 2 Jogadores - SNK 1991

O policial Ryu Saeba não pode sozinho deter esse grupo e assim, Duke e Billy se juntam a ele para livrar o mundo de uma vez por todas desses criminosos.

Essa é a história do jogo que, muitos dizem ser uma cópia de Final Fight da Capcom.

O jogo contém cinco fases onde, além de bater em todos e quebrar tudo que vemos pela frente, existem fases bônus onde é possível conseguir pontos com itens e recuperar a barra de vida.

Claro que isso também é feito quebrando tudo e batendo em todos.

Os Heróis

  • Burning Fight - Arcade/Neo Geo - Beat'n up - 2 Jogadores - SNK 1991
    Ryu Saeba
    O personagem mais fraco, por outro lado é o mais ágil.
  • Burning Fight - Arcade/Neo Geo - Beat'n up - 2 Jogadores - SNK 1991
    Billy King
    O personagem mais lento, mas o mais forte entre os três.
  • Burning Fight - Arcade/Neo Geo - Beat'n up - 2 Jogadores - SNK 1991
    Duke Edwards
    O personagem que tem um equilíbrio entre força e velocidade.

Os Chefes

  • Burning Fight - Arcade/Neo Geo - Beat'n up - 2 Jogadores - SNK 1991
    Yujiro Heike
    (Fase 1)
  • Burning Fight - Arcade/Neo Geo - Beat'n up - 2 Jogadores - SNK 1991
    Marshall
    (Fases 2 e 4)
  • Burning Fight - Arcade/Neo Geo - Beat'n up - 2 Jogadores - SNK 1991
    Nitou Ryuji
    (Fase 3)
  • Burning Fight - Arcade/Neo Geo - Beat'n up - 2 Jogadores - SNK 1991
    Casterora
    (Fase 5)
Burning Fight - Arcade/Neo Geo - Beat'n up - 2 Jogadores - SNK 1991

Comandos:

A – Soco

B – Pulo

C – Chute

A + B – Golpe Especial (Quando o adversário é atingido, uma pequena parte da barra de vida é perdida)

Ao utilizar o comando de pulo, é possível utilizar a voadora apertando o botão de soco ou o botão de chute.

Os comandos são válidos para todos os personagens.

Dica: Utilize bastante a voadora, especialmente contra os chefes, pegando o tempo certo de executá-las será muito útil ao longo do jogo.

Como tradicionalmente vemos em outros jogos do gênero, é possível utilizar alguns objetos como bastões, facas, garrafas de vidro e revólveres para atingir os inimigos.

Burning Fight - Arcade/Neo Geo - Beat'n up - 2 Jogadores - SNK 1991
Flyer de Burning Fight
Burning Fight - Arcade/Neo Geo - Beat'n up - 2 Jogadores - SNK 1991

Personagens

É possível escolher entre três personagens, cada um com uma característica:

Áudio e Gráficos

A trilha sonora desse jogo não chega a emocionar, tem composições razoáveis e provavelmente nenhuma ficará em sua mente após jogá-lo.

Um ponto positivo para a fase bônus que tem um piano para quebrá-lo e em cada pancada é possível ouvir o som específico do piano sendo demolido.

Quando pensamos em Neo Geo, pensamos em gráficos maravilhosos, de deixar o queixo caído, isso para a época em que foram lançados, mas no início de vida da plataforma, se pensarmos nos arcades, os gráficos eram razoáveis, nada excepcional.

Com Burning Fight não foi diferente. Para os arcades da época, os gráficos são de nível mediano.

Burning Fight - Arcade/Neo Geo - Beat'n up - 2 Jogadores - SNK 1991
Considerações finais:

Burning Fight nasceu no auge do estilo Beat’n up, ou seja, competindo com grandes sucessos do gênero como Final Fight, Captain Commando e também Streets of Rage do Mega Drive, mas eu tenho a certeza de que garantiu bons momentos de diversão, especialmente no modo multiplayer e vale a pena jogá-lo novamente para relembrar ou até para os que ainda não conhecem o jogo.

Leandro Alves Santos
Mora em São Paulo, Capital e desenvolve aplicações para Windows e Web. Raramente passa um dia sem jogar e joga desde os games mais recentes até os old school.

COMENTÁRIOS

Seu comentário foi enviado com sucesso!

Assim que for aprovado, será exibido aqui!

Obrigado por participar!

Infelizmente seu comentário não foi enviado.

Tente novamente e se o problema persistir, por favor, envie um e-mail: contato@oldschoolgamer.com.br

Leandro Vallina09/12/2013

Eu não tinha ideia desse jogo, e fiquei instigado pelo seu review, e se tem no Wii (Virtual Console) melhor ainda, vou comprar e testa-lo hoje a noite mesmo :)

Coffeejoerx10/12/2013

Ótimo review, a jogabilidade do jogo não é muito boa, o que contribui para tornar o game ainda mais difícil.