Castlevania Bloodlines - Plataforma - 1 Jogador - Mega Drive - Konami 1994
Por: João Carlos Alves - Em: 05/11/2010
Castlevania Bloodlines - Plataforma - 1 Jogador - Mega Drive - Konami 1994

Castlevania Bloodlines (ou The New Generations na versão européia) foi o primeiro da série lançado para um console da SEGA e assim como o jogo para MSX, no Japão, foi chamado apenas de "Vampire Killer".

Mesmo não tendo gráficos melhores em relação aos jogos do Super Nintendo, Castlevania Bloodlines é um excelente jogo e não deixa nada a desejar para o console rival.

A versão exclusiva do Mega Drive, trouxe diversas inovações em relação às versões lançadas no Nintendo, Game boy e Super Nintendo, inclusive o fato de que nenhum Belmont é o centro das atenções.

O norte-americano John Morris (especula-se que seja filho de Quincy Morris do livro de Bram Stoker) tem descendência do clã Belmont e portando o famoso chicote "Vampire Killer" parte em busca do lorde das trevas, Conde Drácula.

Castlevania Bloodlines - Plataforma - 1 Jogador - Mega Drive - Konami 1994 Castlevania Bloodlines - Plataforma - 1 Jogador - Mega Drive - Konami 1994
Castlevania Bloodlines - Plataforma - 1 Jogador - Mega Drive - Konami 1994

Após muitos anos, Elizabeth Bartley, trazida à vida novamente por um bruxo, decide dar vida novamente a Drácula. Para isso ela inicia de certo modo a Primeira Guerra Mundial (o jogo se passa em 1917) e conta com um número alto de almas sacrificadas em prol do vampiro mais famoso da história.

No início do jogo você escolhe entre John Morris e seu amigo espanhol Eric Lecarde que o auxilia e busca vingança contra Elizabeth que transformou sua namorada em vampira.

Os dois possuem poderes e jogabilidade diferenciada. John utiliza o chicote enquanto Eric conta com uma lança para atacar.

No decorrer do jogo, várias diferenças entre as versões anteriores podem ser notadas como, por exemplo, a substituição dos corações por jóias que dão poder de utilizar as armas secundárias como machado, água benta e no lugar da cruz, uma espécie de bumerangue.

Castlevania Bloodlines - Plataforma - 1 Jogador - Mega Drive - Konami 1994
Capa da versão americana de Castlevania Bloodlines
Castlevania Bloodlines - Plataforma - 1 Jogador - Mega Drive - Konami 1994

Ao pressionar o direcional para cima junto com o botão de ataque da arma secundária, você ativa um poder extra que pode lhe auxiliar em momentos difíceis, mas que exige maior número de jóias.

Falando nas armas, ao apanhar três "upgrades", as armas primárias (chicote e lança) ganham um poder extra que confere maior dano aos inimigos, mas que se perde ao primeiro ataque recebido.

Assim como em Super Castlevania IV, o chicote pode ser desferido na diagonal, porém somente no momento do pulo, e isso também serve como uma espécie de "corda" que se prende em partes do cenário ao melhor estilo "Indiana Jones".

Castlevania Bloodlines - Plataforma - 1 Jogador - Mega Drive - Konami 1994

Já a lança utilizada por Eric, pode ajudá-lo a alcançar lugares que John não.

Os graficos de Castlevania Bloodlines são muito bons, não batem os jogos da série para o Super Nintendo, no entanto não fazem feio.

Alguns não gostaram por acharem que é colorido demais e que quebra o clima sombrio da série. Discordo! Era hora de a série ser renovada de alguma maneira.

Os dois possuem poderes e jogabilidade diferenciada. John utiliza o chicote enquanto Eric conta com uma lança para atacar.

O jogo conta com uma abertura bem feita e que resume a trama do jogo.

Castlevania Bloodlines - Plataforma - 1 Jogador - Mega Drive - Konami 1994

Quanto aos inimigos, eles são bem desenhados e a maioria é diferente das versões anteriores e posteriores, causando certa exclusividade ao Mega Drive e tornando Bloodlines um jogo "cult".

Para variar, censuras são realizadas entre uma versão e outra. Na versão japonesa, Eric Lecarde tem uma feição mais suave (quase feminina) e quando morre, tem seu corpo perfurado pela própria lança.

Nada disso foi mantido na versão européia bem como o sangue foi eliminado.

A trilha sonora de Bloodlines é muito boa e tem efeitos sonoros bacanas (exceto pelo fato dos personagens não possuirem vozes no jogo).

Castlevania Bloodlines - Plataforma - 1 Jogador - Mega Drive - Konami 1994

Particularmente acho que o Mega Drive tem no geral, melhor audio que o Super Nintendo, mas isso é uma discussão para outra matéria...

Por falar em som, a trilha sonora de Bloodlines fica a cargo de Michiru Yamane (só é a responsável pela trilha sonora de Castlevania Symphony of the Night para PlayStation, está bom assim?) e conta com músicas clássicas da série como Bloody Tears e Vampire Killer que são executadas apenas no Sound Test. (Colocando a BGM (Background Music) 05 e o SE (Sound Effect) 073, pressione Start para sair das opções. Quando você fizer um "upgrade" total em sua arma, ouvirá uma canção clássica. Qual? Surpresa!).

A jogabilidade é simples e precisa. Os golpes são melhores em relação aos primeiros jogos da série e agora é possível pular ao subir uma escada, além dos personagens responderem bem aos comandos.

Castlevania Bloodlines - Plataforma - 1 Jogador - Mega Drive - Konami 1994

A dificuldade é ajustável entre "Easy" (Fácil) e Normal. Há possibilidade de jogar no modo "Expert" através de um código. Você pode começar com até 5 vidas e possui apenas 2 "continues".

Para continuar o andamento do jogo, a Konami inseriu o sistema de "Passwords".

Para alcançar o objetivo em Castlevania Bloodlines, você percorrerá seis estágios com diversas fases como a Torre de Pisa, por exemplo, dentre outros lugares do continente europeu.

Bloodlines teve uma sequência chamada Portrait of Ruin lançado para o Nintendo DS em 2006 onde é possível jogar com Jonathan Morris, filho de John.

Castlevania Bloodlines - Plataforma - 1 Jogador - Mega Drive - Konami 1994
Considerações finais:

Castlevania Bloodlines é exclusivo do Mega Drive e além de trazer novidades, não fez feio em momento algum em relação aos jogos da série para os consoles da Nintendo.

Se você ainda não conhece esse clássico, vale à pena conferir.

Independente da antiga rivalidade Sega x Nintendo, Bloodlines é um jogo que pode ser colocado entre os melhores da série Castlevania.

João Carlos Alves
Old School Gamer

Desenvolvedor web, casado, moro em São Paulo e sou pai da Amandinha. Amo Final Fight acima de todos os jogos e Street Fighter II jamais será superado!
@oldschool_gamer

COMENTÁRIOS

Seu comentário foi enviado com sucesso!

Assim que for aprovado, será exibido aqui!

Obrigado por participar!

Infelizmente seu comentário não foi enviado.

Tente novamente e se o problema persistir, por favor, envie um e-mail: contato@oldschoolgamer.com.br