Final Fight 2 - Super Nintendo - Beat'n up - 2 Jogadores - Capcom 1993
Por: João Carlos Alves - Em: 29/10/2010
Final Fight 2 - Super Nintendo - Beat'n up - 2 Jogadores - Capcom 1993

Longe de ser tão bom quanto seu antecessor, Final Fight 2, no entanto, cumpre bem a função de divertir os jogadores ao longo de seus seis estágios.

Exclusivo para o Super Nintendo (em mídia física, pois o jogo foi lançado para o Virtual Console do Wii), Final Fight 2 foi lançado em 1993 e trouxe a possibilidade de dois jogadores simultâneos já que a primeira versão lançada para o Super Nintendo, foi um fiasco e teve que contar com dois cartuchos, um para jogar com Haggar e Guy e outro para Haggar e Cody e nada de ter os dois ao mesmo tempo, além de ter fases reduzidas.

A história de Final Fight 2 gira em torno do seqüestro de Rena e Genryusai, respectivamente irmã e pai de Maki, uma amiga de Guy (e cunhada).

Guy partiu para treinar e Cody juntamente com Jessica estão de férias. O prefeito de Metrocity conseguiu ter um pouco de paz após a batalha que desmantelou a gang Mad Gear.

Final Fight 2 - Super Nintendo - Beat'n up - 2 Jogadores - Capcom 1993

Contudo essa paz foi momentânea e logo ele teria que vestir seu macacão e partir para a pancadaria novamente, pois Maki em um telefonema, conta a Haggar sobre o seqüestro envolvendo sua família e a ligação disso com a Mad Gear que estava retornando secretamente (e se tornando internacional. Seria influência da Shadaloo? Ou viagem minha? Acho que a segunda opção! Enfim...).

Haggar diz ter um débito com Guy decide então ajudar a moça e partem na companhia do lutador Carlos Miyamoto por alguns países da Ásia e Europa em busca da solução deste problema.

O jogo chega a ser divertido quando jogado em dupla pela pancadaria generalizada e por ver a Chun-li de fundo na primeira fase, mas fica muito longe do que Final Fight representou em 1989 na vida dos jogadores de arcades por exemplo.

Final Fight 2 - Super Nintendo - Beat'n up - 2 Jogadores - Capcom 1993

Os inimigos em Final Fight 2 são mais estranhos e non-sense que no anterior e ao que parece, a Capcom tentou fazer frente a Streets of Rage 2, que todos nós sabemos, é um jogo que tem uma "pegada" de ficção, enquanto Final Fight 2 é uma sequência de uma batalha entre gangues e cidadãos do bem. ("Mocinhos" ficaria muito clichê, se bem que Cody não é tão do bem uma vez que aparece com roupa de presidiário e algemas em Street Fighter Alpha 3).

A única coisa boa nessa situação toda de inimigos, é poder ver que o Andore, continua o mesmo, mas que saiu de Metrocity e agora distribui peitadas e tapas em várias nações.

Os gráficos de Final Fight 2 são muito bons, (achou que eu só critico o jogo não é?) e fazem a gente se perguntar: "Capcom, porque você não fez isso com o primeiro jogo no Super Nintendo?" (Ta certo, fui maldoso agora, mas estou mentindo?).

Capa da versão japonesa de Final Fight 2
Final Fight 2 - Super Nintendo - Beat'n up - 2 Jogadores - Capcom 1993

Os cenários, são bem desenhados e de certa forma, retratam bem o ambiente onde os personagens passam ao longo da história. (que por sinal, é fraca e deveria ter sido mantida em Metrocity e não distribuída em seis países o que não tem nexo algum, pois para quê viajar para Hong Kong e depois ir para a França por exemplo se no final das contas, você acabará no Japão que é mais perto de Hong Kong que a Itália ou Holanda?).

A trilha sonora de Final Fight 2 é fraca, com músicas que não chamam a atenção exceto por irritar. O efeitos sonoros então são extremamente repetitivos e estranhos. Um soco parece mais uma batucada numa bateria eletrônica do que com um soco propriamente dito.

Atrapalham? Não, mas com certeza não ajudam! (E olha que a Capcom sempre fez boas trilhas sonoras!)

Mesmo tendo um personagem, alguns inimigos e certas parte de cenários lembrando o primeiro jogo, ainda acho que a Capcom poderia ter feito melhor ou que Final Fight 2 (e o 3, Revenge e Street Wise) fosse ser um jogo a parte, mas a Capcom usou o sucesso do primeiro para estragar uma série que até hoje, não teve o brilho que o primeiro game teve em 1989 (Sim, eu já disse isso!).

A dificuldade do jogo pode ser ajustada e isso faz a diferença uma vez que o final completo você só vê se terminar o jogo no modo Expert.

Os personagens

Final Fight 2 - Super Nintendo - Beat'n up - 2 Jogadores - Capcom 1993

Mike Haggar

É o prefeito de Metrocity e parte novamente a procura dos membros da Mad Gear para exterminar de vez essa gangue.

Carlos Miyamoto

É amigo de Haggar e nada tem a ver com a história, caindo de paraquedas no jogo.

Maki

É a primeira mulher na série (se levarmos em conta que Jessica não é inimigo nem personagem selecionável e Poison e Roxy que são travestis) e tem um estilo parecido com Guy, inclusive possui mesmo e famoso golpe de pular em paredes e usar o impulso para aplicar uma voadora mais alta e de maior alcance. Pede ajuda para Haggar para que seus familiares sejam resgatados das mãos da Mad Gear que tem um chefe novo após a queda (literalmente) de Belger.

Final Fight 2 - Super Nintendo - Beat'n up - 2 Jogadores - Capcom 1993

Os inimigos clássicos

Andore

É um velho conhecido dos jogadores, um inimigo burro, porém forte e que costuma dar trabalho.

Rolento

O chefe da quarta fase de Final Fight (e que no Super Nintendo foi excluído junto com a fase citada) retorna com as suas poderosas granadas além da rapidez habitual.

Novamente a Capcom do Japão e Americana entram em conflito no que diz respeito a troca de personagens. Nos EUA, as personagens Mary e Elisa foram alteradas por Leon e Robert, além do primeiro chefe, Won Won perder seu cutelo.

Além dos conhecidos frangos e comidas encontrada em barris e lixeiras (nojo), Final Fight 2 tem dois itens novos: "Genryusai Doll", um boneco que dá invencibilidade temporária e "Guy Doll", outro com o formato de Guy que dá uma vida extra para quem apanhá-lo.

Final Fight 2 - Super Nintendo - Beat'n up - 2 Jogadores - Capcom 1993

As fases e chefes

Hong Kong: Won Won

França: Freddie

Holanda: Bratken

Inglaterra: Phillipe

Itália: Rolento

Japão: Retu

Assim como no primeiro jogo, existem duas fases de bônus: A primeira você deve destruir um carro (a Capcom gosta de destruir carros alheios) e na segunda, barris, que podem conter fogo e dificultar o andamento do bônus.

Final Fight 2 - Super Nintendo - Beat'n up - 2 Jogadores - Capcom 1993
Conclusões finais:

Final Fight 2. Um jogo fraco, mas ainda assim pode render alguns momentos de diversão se você esquecer que jogou o primeiro Final Fight nos arcades e que assim como eu, perdeu muitas fichas, apanhou da mãe, brigou e se divertiu muito quando moleque!

Mesmo assim, vale a pena ser jogado para que você conheça o título e veja o declínio de uma saga que poderia ter seguido uma trilha de sucesso.

João Carlos Alves
Old School Gamer

Desenvolvedor web, casado, moro em São Paulo e sou pai da Amandinha. Amo Final Fight acima de todos os jogos e Street Fighter II jamais será superado!
@oldschool_gamer

COMENTÁRIOS

Seu comentário foi enviado com sucesso!

Assim que for aprovado, será exibido aqui!

Obrigado por participar!

Infelizmente seu comentário não foi enviado.

Tente novamente e se o problema persistir, por favor, envie um e-mail: contato@oldschoolgamer.com.br